Guia Profissional: Como usar o LinkedIn

Você deve concordar comigo que a internet é hoje o meio mais poderoso para expor opiniões e se fazer ser ouvido, certo?

Prova disso são os inúmeros protestos feitos em redes sociais e que repercutem nacionalmente, e, em alguns casos, até mundialmente. E como não poderia deixar de ser, hoje muitos profissionais utilizam desse meio para procurar emprego, fazer networking, buscar um cargo melhor, divulgar sua empresa, etc..

Ferramenta voltada somente para esse fim é o site de relacionamento LinkedIN, que é uma rede social voltada exclusivamente para o mundo corporativo. Se você já conhece a rede, Parabéns! Isso demonstra que está antenado nos mundos dos negócios.

linkedin

TUDO SOBRE O LINKEDIN

O LinkedIN conta com nada menos e nada mais do que 100 milhões de usuários espalhados por todo o mundo, desses, mais de 3 milhões são brasileiros. Um número expressivo, não acha?

Por ser totalmente profissional, no LinkedIN os usuários não têm “amigos”, seus contatos recebem a nomenclatura de “conexão”. Ao ter uma pessoa em sua conexão, você tem acesso a empresa que ela trabalha, acesso ao seu currículo, círculo de amigos, etc. Ou seja, esqueça aquela idéia de adicionar a fulaninha porque achou ela muito gatinha na foto do perfil. O LinkedIN é uma rede social mais séria e voltado para profissionais.

O LinkedIN também possui uma ferramenta que lembra o Orkut, são as comunidades ou fóruns. Neles você pode fazer perguntas, como também pode responder a perguntas feitas por outros usuários. O melhor dessas “comunidades” é o fato de todo mundo ter que se identificar, ou seja, não é possível fazer perguntas ou dar resposta em anonimato. E todos os assuntos são voltadas ao mundo dos negócios, desde vagas de empregos e estágios para engenheiros até divulgação de um novo livro da área.

Para quem sabe usar, o LinkedIN é uma ferramenta poderosíssima para conseguir aquele cargo que você tanto almeja, pois através dela, os usuários trocam experiências, publicam vagas que estejam abertas em seu departamento e compartilham as mais variadas informações do mundo corporativo. O cadastro ao LinkedIN é totalmente gratuito.

No entanto, com tanta facilidade em mãos, existem pessoas que acreditam que podem ser comportar no LinkedIN da mesma forma que se comportam no Facebook, o que gera muito desconforto para os outros membros e uma certa visão negativa desses perfis.

usar o linkedin

A regra aqui é clara, se comporte de modo formal! Nada de publicar quantos gols você fez na pelada de sábado e muito menos o quanto bebeu na despedida de solteiro do seu amigo. Aqui, toda e qualquer informação é estritamente profissional.

CRIANDO SUA CONTA NO LINKEDIN:

Se você já tem uma conta na rede, desconsidere este passo e pule para o próximo. Mas se você ainda não abriu sua conta, aproveite este momento e veja como criar uma conta no LinkedIN:

  1. Acesse WWW.linkedin.com
  2. Entre com seu nome, sobrenome, e-mail e crie uma senha
  3. Será enviado ao email que você cadastrou um endereço para confirmar a solicitação de acesso ao LinkedIN, clique em “Confirmar” dentro desse email
  4. Após, entre no seu perfil do LinkedIN e preencha-o de forma honesta, clara e objetiva
  5. Caso tenha alguma informação que você opte por não responder, é só clicar em “Skip this” e automaticamente você será redirecionado para a próxima pergunta
  6. Após preencher  todos os campo o seu perfil no LinkedIN estará pronto. É importante deixá-lo o mais completo possível. Somente assim você poderá ter da ferramenta o que realmente espera.

COMO USAR O LINKEDIN DA MELHOR FORMA

linkedin

Preparei um guia com as melhores dicas para quem quer tirar vantagem desta rede social e não cometer nenhuma gafe.

1. A primeira coisa a se fazer é não sair adicionando todo mundo que encontrar só para aumentar seu número de conexões. A cada 5 nãos que você recebe, automaticamente você fica impossibilitado de enviar novos convites. Portanto, se você achou no LinkedIN aquela vizinha super gata do apartamento 211 que nem te cumprimenta no elevador, o melhor é tentar adicioná-la em outras redes sociais primeiro, pois a chance de você ter uma solicitação negada, é grande.

2. Quando estiver preenchendo seu perfil, procure colocar palavras chaves no seu currículo, pois ele poderá ser achado em qualquer site de busca, não só no LinkedIN. Exemplo: engenharia de alimentos, engenheiro civil, estudante de engenharia, entre outras.

3. Preencha o seu link com nome e sobrenome, como http://www.linkedin.com/in/nomesobrenome, nada de http://www.linkedin.com/in/gatinhosafado! Essa personalização pode ser feita através da configuração de página.

4. Quando se candidatar a alguma vaga de emprego, anexe ao seu currículo o seu link no LinkedIN, isso dará credibilidade e mostrará que você é uma pessoa aberta a tecnologia.

5. Participe dos fóruns e grupos, isso dará visibilidade ao seu perfil. Contribua com as dúvidas dos outros membros dando respostas ou faça perguntas. Mas antes de publicar qualquer coisa, verifique se está de acordo com as regras do fórum.

perfil no linkedin

6. Peça para amigos que já trabalharam com você fazerem recomendações do seu perfil. Isso será um diferencial para um selecionador optar ou não por te chamar para uma entrevista. E aproveite e peça também para a sua família e outras pessoas que te conheçam fazerem recomendações: quanto mais recomendações, melhor o seu perfil é visto pelo contratante.

7. E caso você seja uma pequena ou média empresa, peça para seus clientes (satisfeitos!) escreverem recomendações no seu perfil.

8. Sempre que for fazer a inclusão de alguém, sempre escreva uma mensagem personalizada para diferenciação.

9. Mantenha seu perfil sempre atualizado com a empresa que trabalha atualmente, nome das quais já trabalhou, universidades que já se formou e o quanto mais de informação puder, isso te ajudará a se conectar com as mais diversas pessoas durante cada fase da sua vida.

10. Não deixe seu perfil sem foto, assim como nos currículos tradicionais, um perfil com foto tem maior probabilidade de visualização. E escolha uma foto profissional, de preferência de terno e gravata. Aquela foto que você está na praia deixe para postar em outra rede social.

11. Ao sincronizar seu perfil no LinkedIN com o Twitter ou Facebook cuidado com os posts, pois a atualização em quaisquer uma das redes aparecerá automaticamente na outra.

12. Além de colegas de trabalho, inclua na sua rede de conexões empresas as quais você tem interesse em trabalhar. Essas empresas costumam divulgar vagas nessa rede de relacionamento.

Como já falamos anteriormente, mais do que ter seus dados corretamente preenchidos, a postura no LinkedIN é fundamental. Pois, assim como você, cada dia mais os recrutadores estão usando dessa ferramenta para selecionar candidatos. Veja agora 6 coisas para não fazer no LinkedIN.

O QUE NÃO FAZER NO LINKEDIN?

Algumas observações para você não prejudicar sua carreira profissional.

1. Convidar pessoas que você não conhece e que não conhecem você só para aumentar sua rede de conexões.

2. Colocar anúncios desesperados para aumentar a rede de conexões ou para conseguir um emprego. Trace uma linha e a siga. A falta de foco pode te prejudicar drasticamente.

3. Não colocar foto, ou colocar fotos não profissionais.

4. Deixar dados de suas experiência profissionais incompletos.

5. Se oferecer para entrevistas de emprego dentro dos fóruns de discussão. Lembre-se: Foco! Nenhum recrutador selecionará uma pessoa beirando o desespero.

6. Caso seja contrário a algo que foi postado nas comunidades, seja cordial ao expor suas idéias. Recorde que você está vendo e sendo visto.

Com essas dicas você poderá ingressar sem medo no LinkedIN e trabalhar o seu marketing profissional na rede. Boa sorte a todos!

 

Você já tem uma conta no LinkedIn? O que acha da rede? Compartilhe aqui os melhores grupos da nossa área para o pessoal.